Segunda gravidez à prova de erros

05 Julho, 2017
 

Uma segunda gravidez é o dobro de amor, ternura, abraços e sobretudo o dobro de paciência para aguentar pelo menos duas crianças em casa. Ser mãe é uma experiência que todas as mulheres consideram a melhor de suas vidas, viver novas emoções e sentimentos. Observar, sentir e pensar as coisas boas que só nós sabemos, além de descobrir a variedade de virtudes e aptidões próprias.

Algumas mulheres que engravidam pela segunda vez costumam ter muitos pensamentos negativos, como medos e inquietudes. “Me sentirei igual ou diferente do primeiro filho?” “Poderei assimilar bem este processo?”

Para poder entrar nesta segunda gravidez é muito importante o amor do casal e a comunicação. Também, antes de tudo é importante estar aberta às mudanças que são geradas desde o começo da etapa.

Por outro lado, nasce a preocupação sobre como se sentirá o filho mais velho diante desta situação. Muitas mães se preocupam o que sentirá o primogênito ao ver que há mais atenção para o pequeno. Talvez não pensará que obviamente é um bebê e necessita de mais ajuda que ele. De qualquer maneira, os pais deverão ter paciência e sabedoria para que ninguém se sinta mal.

Segunda gravidez a prova de erros
 

Uma segunda gravidez tem garantias?

O corpo da mãe está melhor preparado para sua segunda gravidez. Nesta situação, ele já suportou as consequências e poderá ser mais fácil. Talvez seja mais simples o trabalho de saída do bebê e o tempo na sala de parto será curto. As dores serão suportáveis após haver passado por uma primeira gravidez, o útero está mais flexível uma vez que já se dilatou uma vez.

Por outro lado, depois que o bebê nasce podemos repetir a receita do primogênito, já que muitas coisas não serão novas. No chá de bebê não serão levadas muitas coisas que foram levadas no primeiro. Levaremos ao hospital somente o necessário e inclusive haverá coisas de nosso primeiro filho que poderão ser reutilizadas.

Não existirão garantias de que tudo será mais fácil ou perfeito em uma segunda gravidez, mas podemos evitar vários erros. Agir em casos de emergência, ou ter lençóis nas ações básicas e rotineiras é algo que aprendemos bem. Ainda que nem todas as gravidezes sejam iguais, já se adquiriu alguma experiência, como é o caso de saber utilizar o termômetro. Como sabemos, na primeira experiência há dificuldades que numa segunda vez não estarão presentes.

A experiência reina numa segunda gravidez

Ainda que uma mãe de primeira viagem seja muito precavida e receba muitos conselhos, não se pode prever tudo. Sem dúvidas, os erros cometidos na primeira gravidez não serão os mesmos da segunda. Por exemplo, a escolha da roupa, que já não será de recém nascido, senão maior, porque sabemos que não durará muito neste tamanho.

 
Segunda gravidez a prova de erros

A experiência da segunda gravidez pode nos ajudar a economizar, uma vez que gastaremos somente no que saberemos que faz falta. Dificilmente uma mãe com experiência comete o erro de encher suas gavetas de roupas pequenas, certamente comprará até dois tamanhos a mais. Também é possível que a roupa do filho maior sirva para seu irmãozinho.

Comprar brinquedos e acessórios pode ser mais fácil porque saberemos quais são realmente seguros para as crianças. Além disso, saberemos quais são os de melhor qualidade, durabilidade e maior aceitação pelos pequenos. Nesta escolha é muito importante a experiência porque muitos acessórios de bebês não são realmente úteis.

Durante o processo da segunda gravidez podemos melhorar a prática da anterior em muitos sentidos. A partir da fase de gestação decidiremos quais exames aplicar, que alimentos nos favoreceram, e quais hábitos temos de melhorar. Também nos permitirá prever aquelas consequências indesejáveis do primeiro filho porque saberemos como o nosso corpo reage.