7 sinais de exaustão psicológica nos pais

Ser mãe pode ser exaustivo, mas quando esse cansaço afeta sua família e sua qualidade de vida, é importante agir.
7 sinais de exaustão psicológica nos pais

Última atualização: 02 Dezembro, 2021

Ser mãe é um trabalho de tempo integral. Você tem que alimentar e limpar seus filhos, zelar pela saúde deles, levá-los para a escola, ajudá-los nos deveres de casa e passar bons momentos com eles. Mas você também tem uma casa para cuidar e um trabalho a cumprir. Devido a tudo isso, cada vez mais pais sofrem de exaustão psicológica. Você quer saber em que consiste isso? Confira as informações a seguir.

Sinais de exaustão psicológica em pais e mães

Verificou-se que cerca de 11,6% dos homens e 12,9% das mulheres com filhos sofrem de exaustão extrema decorrente do exercício de suas funções.

Em vez de gozar da paternidade ou da maternidade, eles se veem escravizados por uma rotina física e mental exaustiva, que acaba afetando toda a família.

A exaustão psicológica afeta todas as áreas da vida de uma pessoa. Por isso, mais cedo ou mais tarde a situação se torna insustentável e o problema vem à tona da pior maneira. No entanto, se você quiser identificá-lo a tempo, esses são os sinais aos quais você deve prestar atenção.

1. Alterações no o sono

Você pode se sentir exausta e sonolenta durante o dia e ficar exausta no sofá desde bem cedo.

Mesmo assim, você não aproveita um descanso de qualidade porque seu sono é fragmentado e agitado. Preocupações e tarefas lotam sua mente quando você está na cama e você acorda antes do alarme tocar.

Mulher com muito sono sem conseguir dormir.

2. Fome excessiva

Falta de sono, estresse e ansiedade podem levar a comer demais. Em particular, muitas vezes surge a necessidade de comer alimentos não saudáveis com alto teor de gordura e açúcar.

A fome é um mecanismo que o corpo inicia diante do estresse para ter energia suficiente. No entanto, quando se trata de uma situação sustentada ao longo do tempo, isso é muito prejudicial.

3. Dificuldades de concentração

Algo tão simples e cotidiano como ler um livro pode parecer impossível quando você sofre de exaustão psicológica extrema. A questão é que suas funções cognitivas são afetadas e seu córtex pré-frontal não funciona adequadamente. Assim, você pode ter dificuldade para acompanhar uma conversa ou pode sentir confusão constante ou névoa mental.

4. Problemas de memória

Você esquece onde deixa as chaves, o horário da reunião com o professor do seu filho ou o que foi comprar no supermercado. Esses problemas de memória são comuns quando a mente está saturada e não consegue processar todos os problemas pendentes.

5. Irritabilidade

Se ultimamente você grita com seus filhos mais do que gostaria, fica com raiva de tudo e as brigas com seu parceiro são cada vez mais frequentes, você pode estar mentalmente exausta.

Ficar irritada, irascível e impaciente na maior parte do tempo é um sinal de que você precisa diminuir o ritmo.

6. Labilidade emocional

Outro dos sinais mais claros é a dificuldade em regular as emoções. Seu humor parece uma montanha-russa: você vai da euforia à tristeza, do medo à culpa, chora com facilidade e sente que seus estados internos estão fora de controle.

7. Extremo cansaço e apatia

Por fim, é muito comum sentir-se constantemente cansada, mas com um tipo de cansaço que não acaba com um cochilo ou uma boa noite de sono.

É um esgotamento que atinge você física, mental e emocionalmente, algo que você carrega há muito tempo e que a impede de render no seu dia a dia. Assim, você não sente interesse ou motivação por nenhuma atividade e deseja apenas descansar. No entanto, você não consegue fazer isso porque sua mente está constantemente em movimento.

Mãe exausta deitada no sofá.

Reduza a exaustão emocional para recuperar a qualidade de vida

A exaustão emocional pode afetar seu desempenho no trabalho, sua vida social e seu relacionamento com seu parceiro. Além disso, pode deteriorar o vínculo com seus filhos, pois aumenta o risco de comportamentos parentais violentos e negligentes.

Se você não agir a respeito, essa situação pode até levar a um distúrbio psicológico, como ansiedade ou depressão.

Seu corpo mostra que você está forçando a máquina, que precisa diminuir a velocidade e cuidar melhor de si mesma. E para isso, você precisa delegar.

Talvez você precise reorganizar a atribuição de tarefas com seu parceiro, pedir ajuda a um membro da família, contratar um profissional para ajudá-la com os filhos ou simplesmente diminuir seu nível de autoexigência. A casa nem sempre precisa estar perfeita e nada vai acontecer se seus filhos fizerem uma atividade extracurricular a menos por semana.

Os filhos precisam, acima de tudo, de pais felizes, capazes de lhes dar a atenção, o amor e o apoio de que precisam. E você, como mãe, merece desfrutar da maternidade em vez de vivê-la como uma batalha diária.

Portanto, se você acha que não pode mais lidar com tudo sozinha e não sabe como canalizar essa situação, não hesite em procurar ajuda profissional.

Pode interessar a você...
Os perigos de ser uma mãe cansada
Sou Mamãe
Leia em Sou Mamãe
Os perigos de ser uma mãe cansada

Criar um filho não é uma tarefa fácil. Implica muito desgaste que ao longo do tempo pode lhe transformar em uma mãe cansada.



  • Roskam, I., Raes, M. E., & Mikolajczak, M. (2017). Exhausted parents: Development and preliminary validation of the parental burnout inventory. Frontiers in psychology8, 163.
  • Mikolajczak, M., Gross, J. J., & Roskam, I. (2019). Parental burnout: What is it, and why does it matter?. Clinical Psychological Science7(6), 1319-1329.