Seus filhos podem ficar sozinhos em casa?

· 20 de fevereiro de 2017

Antigamente, as mães ficavam em casa para cuidar dos filhos enquanto os pais eram os responsáveis pelo sustento econômico. Hoje em dia em alguns lares os papais continuam sendo os chefes do lar. Em outros, a mamãe também sai para trabalhar e então surge a pergunta se seus filhos podem ficar sozinhos em casa.

A verdade é que deixar as crianças em casa sem supervisão pode acabar sendo catastrófico se eles forem muito pequenos. Quando são crianças, os pequenos querem conhecer tudo e experimentar as coisas. Um psicólogo muito conhecido na Espanha, Javier Urra, afirma que não é recomendável deixar crianças com menos de 7 anos de idade sozinhas. Mas neste artigo analisaremos mais a fundo essa situação.

O que diz a lei sobre deixar as crianças sozinhas em casa?

sozinhos

A falta de segurança dentro de casa e as normas jurídicas que protegem os menores de idade estão de acordo sobre o fato de que seus filhos não deveriam ficar sozinhos em casa. Obviamente, deixar uma criança de quatro anos sozinha em casa é um ato irresponsável. Nessa idade, os níveis de criatividade e inocência são tão altos que qualquer coisa poderia acontecer. Mesmo sendo muito obediente, continua sendo uma criança pequena.

Certamente as leis variam de acordo com a região em que você vive. Mas, na maioria dos casos, as regras de proteção aos menores de idade julgam essa situação como um ato de desamparo por parte dos pais. Não se trata somente do abandono do lar, mas também do fato de que os representantes da criança não cumpriram adequadamente a obrigação de proteger o filho.

Você deve manter o controle da situação

Se você sente que já está esgotada (seja porque você é mãe solteira ou porque seu companheiro também trabalha), esse é o momento de buscar um especialista para expor seu caso. Pode ser um advogado que conheça as normas jurídicas do seu país. Só ele vai poder dizer se há uma idade específica que permite que as crianças fiquem sozinhas em casa.

No entanto, você deve analisar além do âmbito jurídico. Também é uma boa ideia procurar um psicólogo que avalie a capacidade dos seus filhos de ficar sozinhos em casa. Isso vai proporcionar um panorama de como enfrentar algumas situações quando você não tiver alguém para ajudar.

Seus filhos são capazes de cuidar de si mesmos sozinhos?

Se você pergunta aos seus filhos se eles são capazes de cuidar de si mesmos sozinhos, você não está questionando a fonte correta para obter essa informação. É verdade que o assunto trata deles mesmos e você quer saber a opinião dos pequenos, mas a maneira de pensar deles não é suficientemente madura para tomar esse tipo de decisão.

Mesmo que seus filhos queiram demonstrar que são sim capazes de ficar sozinhos em casa, você deve avaliar outros fatores também. Pense que você possui conhecimentos aos quais seus filhos ainda não tiveram acesso. Assim, você deve pensar qual será a reação deles em situações difíceis. Muitos especialistas concordam que se a criança já tem mais de 10 anos de idade seria preciso avaliar a maturidade dela para saber se ela pode ficar sozinha em casa.

Como saber se seu filho está preparado para esse momento?

sozinhos

Aqui temos algumas perguntas interessantes que permitirão saber se seu filho está pronto para ficar sozinho em casa.

  • Ele consegue cuidar de si mesmo mental e fisicamente?
  • Obedece as regras e toma boas decisões?
  • Ele se sente seguro ou tem medo de ficar sozinho em casa?
  • A criança vai precisar preparar algo para comer?
  • Com que frequência seu filho vai precisar ficar sozinho? Quantas vezes por semana?
  • Quantas crianças vão ficar com ele na casa? Quando uma criança já está preparada para ficar sozinha em casa, isso não significa que ela está pronta para cuidar dos irmãos.
  • Você tem uma casa segura, ou ela apresenta riscos?
  • O bairro onde vocês moram é seguro?

Se o momento chegou e você acha que seus filhos estão prontos para ficar sozinhos, é fundamental que explique o que eles devem fazer em caso de emergência. Deixe anotado os seus números de telefone e os de um familiar ou vizinho.

Explique que eles não devem deixar ninguém entrar em casa mesmo que seja algum adulto conhecido. Nas primeiras vezes que você for deixar seus filhos sozinhos, tente fazer com que seja por pouco tempo. Em seguida, você pode ir aumento o tempo de ausência gradualmente.

O mais importante é que seus filhos possam falar por telefone e se comunicar com você ou com algum outro adulto se sentirem necessidade.