Como tratar o refluxo do bebê?

6 de abril de 2017

O refluxo é um problema frequente no bebê, que pode desaparecer no primeiro ano de vida e quase nunca é motivo de doença. No entanto, não é o mesmo quando o bebê regurgita um pouco de leite depois de mamar, que quando vomita com frequência, porque neste caso poderíamos estar falando de refluxo gastroesofágico, uma condição que pode trazer consequências em seu desenvolvimento.

O refluxo gastroesofágico provoca a comum regurgitação do bebê, mas também é a causa de vômito mais abundante e violento. É importante diferenciar quando o bebê está vomitando e com que frequência o faz, porque isto poderá comprometer sua nutrição, afetar o sistema respiratório e irritar sua garganta.

É muito importante observarmos o momento no qual se produzem os sintomas de refluxo, por exemplo, se ocorre sem aviso prévio ou distante da hora da refeição, porque pode se tratar de um problema maior. Nestes casos é conveniente consultar um especialista, e também quando a criança já passou dos 12 meses de idade, mas continua apresentando este problema com frequência.

Quais são as causas do refluxo?

No recém-nascido o refluxo é causado por falta de adaptação ao alimento e à quantidade, geralmente ocorre porque seu estômago é muito pequeno e a quantidade do leite é exagerada, além disso, o bebê ainda está se acostumando a alimentar-se dessa maneira. À medida que vai crescendo, o refluxo se produz por problemas no esfíncter esofágico, nem sempre se trata de um mal funcionamento patológico, por isso se corrige com o tempo.

Inicialmente, a válvula que se encarrega de realizar a conexão entre o esôfago e o estômago ainda é muito fraca, por isso não funciona corretamente para reter e abrir caminho para as refeições. Este problema de funcionamento se supera no primeiro ano de vida, no entanto, pode voltar a falhar em momentos específicos, inclusive os adultos podem sofrer disso.

A causa principal do refluxo no bebê é a falta de desenvolvimento de seu sistema digestivo, algo totalmente normal e que não deve causar alarme. No entanto, é importante estar atento e poder diferenciar quando se trata de um vômito violento, em vez das típicas regurgitações de leite.

 

Sintomas do refluxo

Em geral, os sintomas do refluxo no bebê estão relacionados com a expulsão de pequenas quantidades de leite, isso por causa da debilidade de seu sistema gastroesofágico. No entanto, quando o problema se converteu em algo mais complexo, pode apresentar os seguintes sintomas

 ● A criança pode sofrer problemas respiratórios como a tosse, porque o retorno do alimento obstrui as vias

● Dor de garganta

● Náusea depois de comer

● Vômito frequente

● Dor abdominal

● Perturbação do sono

● Espasmos

● Perda de peso

● Gases

● Infecção de ouvido

● Acidez

Tratamento para o refluxo

Para tratar o refluxo o mais importante é garantir que o bebê coma apenas o que precisa, além disso, recomenda-se eliminar muito bem os gases depois da refeição. Quando os problemas relacionados à acidez atacam com muita frequência, os sucos gástricos podem afetar as paredes do sistema, para o qual se recomendam principalmente os antiácidos.

Aconselha-se sempre consultar um pediatra antes de dar qualquer medicamento ao bebê, pois ele poderá indicar-lhe também antiácidos, algum inibidor da bomba de prótons gástrica ou um anti-histamínico. Outras opções para melhorar o refluxo estão relacionadas com certas aplicações não farmacológicas, como por exemplo, as seguintes.

● Tente alimentá-lo na posição vertical, permitindo que sua cabeça fique mais elevada do que o seu estômago.

● Alimentá-lo com pequenas quantidades e com maior frequência

● Deixe que coma em seu próprio ritmo, mas se sente que eles está comento muito rápido, dê-lhe um descanso. No caso de que o bebê coma lento, tenha paciência e dê-lhe oportunidade de arrotar durante a refeição.

● Não deixe o bebê muitas horas sem comer

Acostume-se a eliminar os gases do bebê regularmente, até mesmo se ele não comeu recentemente

● Se o bebê está chorando na hora de comer, não é recomendável que o alimente neste momento

● No caso do leite de fórmula ou o leite materno na mamadeira, podemos tentar colocar um pouco de cereal, para que o alimento tenha um pouco mais de consistência e não seja tão líquido.

● Na hora de dormir, colocamos uma almofada ou travesseiro sob a cabeça dele para que durma um pouco inclinado.