8 alimentos que uma grávida não deve comer

· 15 de abril de 2018
Você sabia que existem alguns alimentos que devemos evitar durante a gravidez? Vamos apresentá-los a seguir.

Há alimentos que não devem ser consumidos por gestantes, pois podem causar intoxicações alimentares. Além disso, alguns contêm bactérias, produtos químicos ou parasitas que podem prejudicar o bebê.

Apesar de durante a gravidez os desejos serem bastante frequentes devido ao aumento hormonal, é importante seguir uma dieta balanceada. Isso inclui saber que há certos alimentos que não se devem comer enquanto estiver grávida.

8 alimentos que uma grávida não deve comer

1.-Peixe que contenha mercúrio

Você deve evitar o consumo de peixe que contenha mercúrio, pois pode causar dano cerebral e atrasos cognitivos nos bebês.

É possível escolher outros tipos de peixes, como salmão e bacalhau, já que contribuem para o desenvolvimento do coração e do cérebro da criança.

2.- Ovos crus ou pouco cozidos

Eles contêm as bactérias nocivas da salmonela, que podem causar intoxicação alimentar e afetar o sistema imunológico.

Seu consumo pode causar diarreia, vômito, dor de cabeça, dor abdominal e febre alta.

alimentos que você deve evitar se esta gravida

A gravidez exige uma alimentação saudável

3.- Carnes pré-cozidas

Tente não comer carnes pré-cozidas, como embutidos, frios ou salsicha.

Eles contêm as bactérias da listeria, que podem passar facilmente da mãe à placenta e causar complicações graves.

4.- Leite não pasteurizado

Não é seguro tomar leite não pasteurizado durante a gravidez, já que ele não tem nenhuma vantagem nutricional.

Seus derivados, como os queijos macios, geram uma alta proporção de doenças transmitidas por alimentos.

Contém bactérias nocivas como a salmonela ou a listeria, que podem ser perigosas para você e para o bebê.

5.- Chá e ervas

Evite o chá verde, já que não há suficiente evidência sobre sua segurança durante a gravidez e como pode afetar seu filho.

As ervas utilizadas para a elaboração do chá podem prejudicar tanto a mãe quanto o feto. Além disso, lembre-se de que certas ervas como o poejo ou a éfedra são estimulantes uterinos.

6.- Comidas enlatadas

Os alimentos enlatados, entre os quais se incluem as frutas, verduras e sucos, são nocivos para o bebê.

O revestimento das latas que contêm os alimentos tem bisfenol A, uma substância tóxica que afeta a atividade endócrina fetal.

Podem causar problemas de câncer, fertilidade e doenças cardíacas. Além disso, este tipo de produto pode conter bactérias prejudiciais devido a sua longa vida útil.

7.- Alimentos ricos em açúcar

Entre os alimentos que uma mulher grávida não deve comer, estão os açucarados, pois agravam os desconfortos da gravidez e têm consequências negativas para você e seu bebê.

Se você é uma pessoa viciada em açúcar, há opções mais saudáveis e nutritivas, como tâmaras, damascos, peras ou laranjas.

8.- Excesso de cafeína

O consumo de altas quantidades de cafeína pode aumentar as chances de ocorrem um aborto ou de que o pequeno nasça de forma prematura.

Sua ingestão deve estar limitada a 200 mg diários. Tenha em mente que o chá, o chocolate e muitas bebidas energéticas têm cafeína.

intoxicação alimentar

O consumo de cafeína  durante a gravidez pode aumentar as chances de o bebê nascer antes do tempo

Intoxicação alimentar

A intoxicação alimentar é um risco potencial para o feto e, no pior dos casos, está relacionada ao aborto e ao natimorto.

Existem muitas fontes diferentes de intoxicação alimentar, e o risco real depende do tipo de intoxicação.

Um feto intoxicado pode apresentar problemas de saúde após o nascimento, que incluem diarreia, febre e, em casos raros, até mesmo meningite.

No entanto, na maioria dos casos, a intoxicação alimentar pode ocorrer sem que o bebê seja afetado.

Como posso evitar a intoxicação alimentar durante a gravidez?

Durante a gravidez, você deve prestar atenção especial aos alimentos que compõem sua dieta para evitar qualquer tipo de intoxicação alimentar.

Recomendamos que você lave as mãos antes de manusear alimentos e lave bem as frutas e verduras que deseja incluir nas suas refeições.

Da mesma forma, é conveniente manter as superfícies e os utensílios que você usa em suas refeições  bem limpos.

Devo ir ao médico se tiver intoxicação alimentar?

De maneira geral, não é necessário ir ao hospital. Embora, como em qualquer outro momento durante a gravidez é sempre uma boa ideia consultar o seu médico.

Tenha em mente que os sinais de uma infecção grave incluem sintomas semelhantes aos da gripe e dor de estômago.

Se você passou por uma intoxicação alimentar, o mais importante é manter-se hidratada. E, além disso, será necessário descansar e se concentrar na recuperação.

Finalmente, é muito importante que você seja seletiva e cuidadosa com o que come durante a gravidez, já que sua dieta definirá sua saúde e a de seu bebê.