Exercícios práticos para ativar a fala

5 de dezembro de 2016

Os primeiros meses na vida do bebê são silenciosos, pois eles ainda não sabem falar. Nessa etapa o choro é o substituto de qualquer outra expressão e os pais morrem para que ele diga sua primeira palavra. Ser astutos e realizarmos exercícios práticos para ativar a fala em nosso bebê é uma opção para tornar a espera mais curta.

Estimular nosso filho para que aprenda a falar é uma coisa relativamente simples, mas as atividades que podemos realizar em casa para conseguir isso não são, em si, as mais conhecidas.

Nesta oportunidade vamos desvelar alguns exercícios úteis para que os bebês comecem a se aproximar do momento de falar. São recomendáveis para as crianças entre seis e trinta e seis meses.

Ative a fala com estes exercícios práticos

Como desenvolver a aquisição da linguagem é uma pergunta que muitas pessoas esperam ser respondida, porque tanto os pais quanto os especialistas, cuidadores, professores  temos o compromisso de ajudar os bebês a começarem a falar definitivamente.

Para ativar a fala é preciso ter certo conhecimento sobre as ações que devem ser tomadas a este respeito, mas nem todas essas são tão complicadas a ponto de não ser possível aplicá-las em casa. É por isso que hoje, em nosso espaço, pretendemos que as leitoras conheçam as práticas mais simples para conseguir este terno, porém importante objetivo.

1º Exercício: leitura de histórias

shutterstock_84985891-500x332

As histórias desenvolvidas para crianças têm todas as qualidades para que sejam compreendidas e estimulem a capacidade emocional, por isso deve-se escolhê-las de acordo com a idade de cada criança.

Para exercitar por meio da leitura de histórias pode-se interrogar sobre algum objeto do livro para que o assinale, podemos nos acostumar que nos escutem contar e é recomendável que coloquemos o livro em suas mãos para que possam “ler”.

2º Exercício: teatro de fantoches

Este divertido exercício permite que as crianças se interessem no diálogo dos personagens. Fantoches e marionetes desenvolvidos para as crianças são hábeis mestres na hora de ativar a fala porque os pequenos se esmeram em falar com eles também, descrevê-los, respondê-los.

O teatro pode ser ampliado com objetos que sirvam para criar símbolos dentro da mesma conversa. Os disfarces também são úteis, assim como as dramatizações.

shutterstock_53340589-500x334

3º Exercício: tradicionais brincadeiras  participativas

Todas as brincadeiras que contenham alguma canção ou dança, por meio da qual as crianças devam interagir com o executante são úteis para ativar a fala. Estas atividades costumam ser acompanhadas por rimas, frases e sons que obrigam a responder, continuar ou atuar, dependendo do conteúdo.

4º Exercício: As canções infantis

O propósito destas canções é ensinar as crianças, poia contêm um elemento secreto que as torna irresistíveis para eles, o que permite que as desfrutem enquanto aprendem.

Estas composições vêm cheias de vocabulário infantil, pois são simples, inverossímeis e engraçadas. Isso faz com que os pequenos tentem repeti-las com insistência, primeiro nas sílabas e depois em fragmentos mais longos.

5º Exercício: As imagens

Para começar a alimentar esse código abstrato conhecido como “sinal linguístico” é importante que a criança comece a relacionar as imagens que vê com a palavra que as define.

Por isso, podemos ensaiar mostrando fotos, desenhos e imagens diversas com a finalidade de proporcionar informação semântica e dialética de cada uma. É recomendável descrever cada coisa que vê em tais imagens para que possa criar um conceito e adquirir um vocabulário novo.

Qual é a idade recomendada para começar a fazer estes exercícios?

É comum que a partir dos seis meses o pequeno comece a dar demonstrações de que entende um sorriso, que atende quando falamos e faz seus primeiros barulhos. Nesta idade é preciso iniciar com o estímulo adequado.

Entre os nove e dezoito meses o bebê está capacitado para responder com sílabas duplas, pode assinalar algo que quer, nega ou aceita, conhece o nome de muitas coisas e de pessoas, além de começar a usar gestos com significado.

Desde o segundo ano diz palavras completas e demonstra que conhece o significado delas, o que é indicativo de que está pronto para ser estimulado com os exercícios destinados a estimular a fala.

Aos trinta e seis meses a criança está em disposição de completar todos os exercícios descritos anteriormente, alguns com mais habilidade que outros, mas ao menos com os requisitos básicos. Se não for assim, é recomendável consultar um especialista.