Febre e sonolência em crianças: o que fazer?

31 Maio, 2020
A febre é uma indicação clara de que há uma alteração no corpo do nosso pequeno. No entanto, se aparecer acompanhada de sonolência, a criança deve receber assistência médica.
 

Febre e sonolência em crianças são alguns dos sintomas que se desenvolvem no organismo do pequeno quando ele tenta combater agentes infecciosos. Muitas vezes, a febre é o resultado das chamadas causas assépticas, mas ainda assim é um sintoma que deve ser combatido imediatamente.

Está claro para todos os pais que a febre é um sinal de que há algo de errado acontecendo no corpo da criança. No entanto, a dúvida geral para os pais é saber quando esse problema pode ser tratado em casa e quando é necessário ir ao hospital.

Em caso de sonolência em crianças, sozinha ou acompanhada de febre, os pediatras geralmente aconselham ir ao pronto-socorro para fazer exames mais detalhadosIsso ocorre porque esses dois sintomas simultâneos podem esconder um problema mais grave.

Justamente para tentar esclarecer as dúvidas relacionadas à febre e à sonolência, a seguir, vamos deixar um guia para identificar a gravidade dos sintomas e saber o que fazer.

Febre em crianças

 

A febre em humanos é um sintoma que serve para avisar que algo não está funcionando totalmente bem dentro do corpo.

Os estados febris podem estar associados a vários fatores virais ou bacterianos. Na maioria dos casos, a febre pode até mesmo desaparecer por conta própria se a criança estiver saudável e o aumento da temperatura não estiver relacionado a outras patologias.

Embora estigmatizada, na verdade, a febre ajuda a fortalecer a imunidade da criança. De qualquer forma, também não vamos poder nos livrar dela, pois ela estará presente com muita frequência durante os três primeiros anos de vida da criança.

Muitas vezes a febre aparece acompanhada por outros sintomas e em diferentes níveis, como os que vamos listar aqui:

Níveis de febre

Para que os pais possam identificar o estado de saúde da criança, é importante saber o nível do estado febril.

  • Febrícula: nesse nível, a temperatura corporal fica na faixa de 37 a 37,5°C, quando medida na axila, ou 38 ou 38,5°, quando medida por via retal.
 
  • Febre: esse segundo grau é o que nos permite identificar o estado febril mais comum. A temperatura estará entre 37,5 e 41°C por via axilar e entre 38,5 e 42°C por via retal.
  • Hiperpirexia: essa é uma condição muito séria. Nesse caso, a temperatura excede os 42°C por via axilar ou retal. Se uma criança ou adulto apresentar esse grau de temperatura, pode se tratar de uma complicação letal.
Febre e sonolência em crianças

Quando febre e sonolência se juntam em crianças

Já analisamos as razões pelas quais os níveis de febre ocorrem de acordo com os graus centígrados. Mas o que acontece quando a febre está acompanhada de sonolência?

As crianças com febre geralmente apresentam sintomas adicionais. Por exemplo, elas podem respirar de forma acelerada, chorar constantemente, perder o apetite ou sentir calafrios.

 

No caso da sonolência, geralmente ocorre quando a temperatura da criança começa a subir demais. Também podem surgir alucinações, delírios, incapacidade de descansar e até mesmo convulsões, devido à irritação das células nervosas.

“Em caso de sonolência em crianças, sozinha ou acompanhada de febre, os pediatras geralmente aconselham ir ao pronto-socorro para fazer exames mais detalhados.”

Não é comum, mas em casos muito particulares, as crianças sonolentas e com febre podem ter sofrido traumatismos cranianos ou contusões. Isso leva ao aparecimento desses dois sintomas.

No entanto, conforme mencionamos anteriormente, o mais comum é que a sonolência ocorra na criança devido a um nível de temperatura próximo aos 40°C. Sem dúvida, esse é um sinal ao qual os pais devem ficar muito atentos.

Febre e sonolência em crianças
 

Medidas para diminuir a febre

Sem dúvida, para evitar chegar a esses sintomas tão extremos, é bom tomar várias precauções. Em primeiro lugar, é preciso ter um termômetro à mão e monitorar a temperatura da criança.

Enquanto a criança permanecer com uma febrícula, podemos utilizar soluções caseirastais como remover as roupas, aplicar compressas de água fria, diminuir a temperatura do quarto e oferecer banhos com água morna durante períodos de 20 minutos. Um cuidado essencial é dar líquidos em quantidade suficiente ao pequeno, para que ele se mantenha hidratado.

Como recomendação final, é bom deixar claro que, se a criança estiver com uma temperatura próxima aos 39°C e também apresentar sonolência ou outros sintomas considerados anormais, devemos ir ao hospital sem hesitar.