Por que meu filho tem um dente de leite escurecido?

Muitos pais ficam preocupados quando descobrem que seu filho tem um dente de leite escurecido. Mas quais são os riscos desse fenômeno para a saúde da criança?
Por que meu filho tem um dente de leite escurecido?

Última atualização: 06 dezembro, 2021

Ao notar um dente de leite do seu filho está escurecido, é normal ficar assustada e preocupada. Bem, a mudança da coloração de um dente é um sinal de alerta que não deve ser ignorado.

Em qualquer caso, essa situação é bastante frequente em crianças, e você deve consultar um dentista pediatra de confiança para encontrar a solução adequada.

Neste artigo, vamos explicar as causas do escurecimento dos dentes, como devem ser tratados e o que você pode fazer para evitar esse problema.

Causas para o surgimento de um dente de leite escurecido

A cor natural dos dentes de leite varia do branco acinzentado ao amarelado muito sutil, mas podem escurecer até ficarem completamente pretos.

Na maioria das vezes, a causa de um dente de leite escurecido é uma polpa dentária morta. A porção interna do dente pode se tornar necrótica após traumatismo dentário ou presença de cáries.

Em ambas as situações, essa mudança de cor ocorre de forma progressiva, por isso é importante que os pais fiquem de olho na aparência dos dentes dos filhos.

Existem outras situações que podem alterar a tonalidade dos dentes, como o tártaro, o consumo de suplementos de ferro e manchas devido aos pigmentos alimentares.

Vamos detalhar cada um deles a seguir, para que você saiba em quais momentos prestar mais atenção

Traumatismo dentário

Criança no chão porque caiu.

É bastante comum que crianças sofram acidentes durante a prática de esportes ou as brincadeiras. Quedas e pancadas na boca traumatizam os dentes e podem alterar seu suprimento sanguíneo. Em geral, os incisivos centrais superiores são os mais afetados.

A polpa do dente é a área central do dente e nela estão os nervos e os vasos sanguíneos. Após uma batida intensa, esse tecido pode ficar inflamado e até mesmo danificado de forma irreversível.

Os elementos dentários não vitais tendem a escurecer com o passar do tempo. Nesse sentido, a mudança de cor pode não ser imediata, tornando-se aparente 2 ou 3 semanas após a ocorrência do acidente.

É importante ir ao dentista assim que ocorrer trauma em um dente de leite, ou diante da menor mudança em sua coloração. Por vezes, o impacto pode causar danos aos dentes definitivos que se desenvolvem dentro do osso.

Cáries

As bactérias da boca fermentam os carboidratos que consumimos e produzem um ácido capaz de destruir os tecidos duros dos dentes. Essa desmineralização é conhecida como cárie dentária.

Se não for tratada a tempo, essa doença progride para destruir todos os tecidos dentais. No início, manchas e depois buracos aparecem em suas superfícies. Essas manchas podem ficar escuras e dar aos dentes afetados uma aparência enegrecida.

Se as bactérias atingirem a polpa, podem causar sua morte. Nesse caso, a consequente desvitalização do dente também faz com que ele fique escuro. Além disso, o risco de ferimentos nos dentes permanentes que estão embaixo aumenta.

Como agir se seu filho tiver um dente de leite escurecido?

Como já mencionamos, se notar alguma alteração na cor de um dente de leite do seu filho, procure imediatamente um odontopediatra. O profissional pode avaliar a situação, determinar a origem do problema e escolher o melhor tratamento para cada caso.

Durante o exame bucal o dentista busca outros sintomas, como a mobilidade do dente, a presença de dor ou pus.

O profissional poderá considerar adequado fazer uma radiografia para avaliar a condição dos tecidos que circundam o elemento dentário. Essas informações permitem avaliar a gravidade do trauma e definir o que fazer a seguir.

Por fim, se não houver sintomas, é importante informar o especialista sobre o evento traumático e relatar como o dente evoluiu desde então.

Tratamentos para um dente de leite escurecido

O tratamento para um dente de leite escurecido depende das particularidades do caso.

Se a causa da mudança de cor for a morte da polpa, o dentista deve avaliar a existência ou não de infecção:

  • Se houver infecção associada: o tratamento de escolha é a endodontia do dente de leite ou a sua extração, dependendo do tempo que resta para a substituição, do grau de destruição dos tecidos circundantes ou da gravidade do caso. O uso de antibióticos nesse contexto pode ser necessário.
  • Se não houver infecção: podem ser realizadas a endodontia ou a extração, ou ainda apenas o acompanhamento regular dos dentes. Muitas vezes, o dente cai sozinho.

No caso da presença de cáries, elas devem ser eliminadas com limpeza da área e obturação.

Por fim, se a cor escura do dente de leite se dever a manchas superficiais, elas devem ser removidas com limpeza profissional.

Dentes de leite escurecidos na boca de uma criança.

Como prevenir o escurecimento dos dentes de leite

Uma maneira de evitar o aparecimento de um dente de leite escurecido é consultar o dentista com frequência, uma vez que o profissional pode detectar esses problemas que os pais às vezes não conseguem ver.

Nos casos em que é detectada uma mudança de cor nos dentes de leite, a consulta oportuna com o dentista melhora o prognóstico da situação. Portanto, diante de uma batida na boca, por mais inofensiva que possa parecer, a consulta é fundamental para determinar a gravidade.

Outra forma de prevenir o escurecimento dos dentes da criança é removendo a placa bacteriana que causa cáries, tártaro e manchas. Escovar os dentes três vezes ao dia com pasta de dente com flúor, usar fio dental e seguir uma dieta com baixo teor de açúcar são essenciais para cuidar da boca.

Além disso, o uso de protetores bucais durante a prática de esportes ou atividades em que as quedas são frequentes também é muito útil.

Embora algumas dessas causas nem sempre possam ser evitadas, o importante é oferecer o melhor suporte à criança para prevenir problemas mais graves.

This might interest you...
Qual é a função dos dentes de leite?
Sou Mamãe
Leia em Sou Mamãe
Qual é a função dos dentes de leite?

Conhecer a função dos dentes de leite ajuda a conscientizar sobre a importância de cuidar deles. Descubra aqui qual é a sua função.



  • Rodríguez, S. A. V., Mena, A. G., Sepúlveda, A. G. R., & Elizondo, R. T. (2018). Necrosis pulpar con lesión periapical. Revista Mexicana de Estomatología, 5(2), 18-23.
  • Alvarez Arana, D. R. (2017). RELACIÓN ENTRE EL DIAGNÓSTICO Y EL TRATAMIENTO DE LA PATOLOGÍA PULPAR EN DIENTES DECIDUOS DE PACIENTES NIÑOS QUE ACUDIERON A LA CLÍNICA ESTOMATOLÓGICA DE LA UNIVERSIDAD DE HUÁNUCO EN EL AÑO 2017.
  • Pérez de Mora, E. (2018). Traumatismos en dentición primaria. Secuelas postraumáticas en dentición permanente: Revisión sistemática.
  • Suarez Acebo, E. (2018). Repercusiones en los dientes primarios traumatizados debido a daños en la pulpa dental (Bachelor’s thesis, Universidad de Guayaquil, Facultad Piloto de Odontología).
  • Canale, L. M., Rimoldi, M. L., Mendes, C. A., Mazzeo, D. M. A., Fernández, R., Iriquin, M. V., … & Fingermann, G. F. (2020). Tratamientos endodónticos en dientes temporarios: alternativas aplicables del nuevo milenio. Revista de la Facultad de Odontología, 2020.
  • Oliveira-del Rio, J. A., Mendoza-Castro, A. M., & Alvarado-Solórzano, A. M. (2017). Endodoncia en dientes temporales. Pulpotomía. Polo del Conocimiento, 2(6), 1288-1297.
  • Jumbo Jumbo, A. A. (2020). Prevalencia de lesiones pulpares en dientes temporales (Bachelor’s thesis, Universidad de Guayaquil. Facultad Piloto de Odontología).
  • Carrasco Ostos, R. I. (2017). Manejo de terapia pulpar en dientes deciduos y permanentes jóvenes.
  • Morales Chaucalá, V. A. (2019). Pasta triantibiótica en tratamiento de necrosis pulpar en dientes temporales (Bachelor’s thesis, Universidad de Guayaquil. Facultad Piloto de Odontología).