Protetores solares recomendados pela AEP

A proteção contra os danos causados pelo sol é uma forma de prevenir várias doenças de pele. Aprenda a escolher o protetor solar mais adequado.
Protetores solares recomendados pela AEP

Última atualização: 22 Setembro, 2021

Os protetores solares protegem a pele dos efeitos do sol, e isso ajuda a prevenir doenças potencialmente graves, como o câncer.

Apesar das crenças populares, estamos expostos aos raios solares todos os dias do ano. Em geral, a radiação UVA é constante, enquanto a radiação UVB é mais intensa nos meses de verão.

Diferentes lesões solares podem ocorrer na pele das crianças, como vermelhidão, reações alérgicas ou queimaduras. Todas elas geram danos que se acumulam ao longo da vida. Para evitar isso, é recomendado o uso de protetores solares apropriados para cada idade.

Protetores solares recomendados pela AEP

De acordo com a Associação Espanhola de Pediatria (AEP), a correta implementação de hábitos de prevenção de lesões solares pode prevenir 80% dos cânceres de pele.

O uso de protetor solar é recomendado mesmo em dias nublados, pois a radiação ultravioleta passa pelas nuvens e se reflete na areia, na água ou na neve.

Tipos de protetores solares recomendados pela AEP

Tanto a composição quanto o mecanismo de ação dos filtros solares variam conforme o produto. Alguns dispersam ou refletem a luz do sol, enquanto outros a bloqueiam completamente.

Os filtros solares químicos ou orgânicos absorvem os raios solares de alta energia. Pelo contrário, os filtros físicos ou inorgânicos os dispersam ou refletem.

Um aspecto muito importante dos protetores solares infantis é que eles devem ser seguros, não irritantes e não tóxicos. Além disso, devem ter capacidade suficiente para fornecer proteção completa à pele contra os raios ultravioleta.

A AEP conclui que o uso de filtros químicos pode causar dermatites, por isso é necessário descartar o risco de alergia na criança antes de aplicá-los.

Os protetores solares e a pele das crianças.

Formas de apresentação

Em geral, os protetores solares estão disponíveis nas seguintes apresentações:

  • Cremes.
  • Loções.
  • Pomadas.
  • Géis.
  • Barras.
  • Aerossol.

As formulações em gel e aerossol são a escolha ideal para as peles com tendências acneicas ou oleosas.

Qual fator de proteção devo escolher?

O fator de proteção solar (FPS) é determinado pela proporção da quantidade de radiação UV necessária para queimar a pele protegida em comparação com a pele desprotegida.

Ao aplicar um filtro solar com FPS 30, a pele fica 30 vezes mais protegida da radiação UVB do que quando esse produto não é aplicado.

A utilização de filtros solares de amplo espectro é ideal para garantir maior proteção.

A Academia Americana de Pediatria recomenda não expor diretamente bebês menores de 6 meses ao sol, nem aplicar protetor solar.

Como os protetores solares devem ser aplicados?

A AEP recomenda que a quantidade de creme a ser aplicada na pele da criança seja generosa. É importante que consiga cobrir todas as partes expostas do corpo, incluindo as orelhas, a nuca e o peito do pé. A proteção labial pode ser feita com barras de proteção solar.

A FDA recomenda a aplicação de 2 miligramas de protetor solar na pele seca e sua renovação a cada 2 horas.

Como regra geral, é recomendável evitar a exposição ao sol entre às 12h00 e às 16h00. No entanto, se isso for inevitável, é aconselhável adicionar outro tipo de proteção solar: guarda-chuvas, chapéus de aba larga ou roupas com protetor solar.

Descubra: A pele do bebê durante o primeiro banho

 

A importÂncia dos protetores solares

Quando os protetores solares devem ser aplicados?

O uso inadequado de protetores solares não se limita à escolha do produto, mas também à frequência de aplicação. Ambos os fatores contribuem para o aumento das queimaduras na pele causadas pelo sol.

Para garantir a proteção adequada, o produto deve ser aplicado 30 minutos antes da exposição solar e renovado a cada 2 horas, enquanto a criança permanece ao ar livre. Também é necessário renovar a aplicação do creme após tomar banho, secar-se com toalha ou suar intensamente.

A impossibilidade de aplicar esses produtos a cada duas horas é um dos principais motivos da falha dos protetores solares.

Os protetores solares mais eficazes

Os filtros solares mais eficazes são aqueles que são usados. Portanto, qualquer que seja a forma de apresentação ou sua composição, ele será eficaz se for utilizado desde antes da exposição e reaplicado a cada duas horas.

A adoção de hábitos de prevenção e proteção da pele desde cedo é a estratégia mais eficaz para evitar doenças no futuro.

Pode interessar a você...
Proteção solar para pintas e sardas
Sou Mamãe
Leia em Sou Mamãe
Proteção solar para pintas e sardas

Para evitar o aparecimento de pintas e sardas ou para impedir que elas se acentuem, é necessário utilizar protetores solares. A seguir, veja mais d...