O que são tubérculos de Montgomery?

Os tubérculos de Montgomery desempenham um papel muito importante durante a fase de lactação. Você sabe o que são essas estruturas?
O que são tubérculos de Montgomery?

Última atualização: 10 Agosto, 2021

Os tubérculos de Montgomery, também chamados de glândulas areolares, não são partes famosas do corpo humano. No entanto, cumprem funções essenciais que se modificam de acordo com as necessidades do organismo.

Seu nome corresponde ao do obstetra irlandês que os descreveu pela primeira vez, no ano de 1837. A seguir, vamos contar o que são os tubérculos de Montgomery e qual é a sua função.

O que são os tubérculos de Montgomery?

Os tubérculos de Montgomery são glândulas sebáceas que aparecem como pequenas saliências ao redor dos mamilos, mais precisamente na aréola.

Nem todas as mulheres conseguem reconhecê-los facilmente, no entanto, durante a gravidez é mais fácil detectá-los. Se você olhar de perto, verá pequenas saliências que causam um leve relevo na aréola, a área escura do mamilo.

O número de tubérculos pode variar de pessoa para pessoa, assim como o seu tamanho. Em média, existem geralmente entre 10 e 20 glândulas areolares por mama.

Funções dos tubérculos de Montgomery

Uma das funções mais importantes dos tubérculos de Montgomery é promover a lubrificação e manter os seios livres de germes.

De fato, quando a mulher está amamentando, as secreções produzidas nessas glândulas ajudam a evitar a contaminação do leite materno antes de ser ingerido pelo bebê.

Alterações dos tubérculos de Montgomery

Mulher anotando seu ciclo menstrual

Os tubérculos de Montgomery podem sofrer alterações em decorrência das mudanças hormonais, dentre as quais se destacam os seguintes processos:

  • Puberdade.
  • Gravidez.
  • Ciclo menstrual.

Algumas das causas de seu aumento não relacionadas a distúrbios hormonais incluem as seguintes:

  • Estresse.
  • Câncer de mama.
  • Medicamentos.
  • Roupas justas.
  • Estimulação do mamilo.
  • Mudanças físicas, como perda ou ganho repentino de peso.

Mudanças na gravidez

As alterações nas glândulas mamárias podem ser um dos primeiros sinais da gravidez. Inclusive, muitas vezes são percebidas antes de que o atraso no ciclo menstrual seja notado.

Alguns sintomas iniciais que podem acompanhar o aumento dos tubérculos de Montgomery são descritos abaixo:

  • Seios aumentados ou sensíveis.
  • Náuseas matinais.
  • Cansaço.
  • Edema.
  • Alteração do humor.

Com o tempo, conforme o organismo se prepara para amamentar, o tamanho das glândulas também aumenta e o tamanho e a pigmentação do mamilo mudam.

Mudanças dos tubérculos de Montgomery durante a amamentação

Um dos grandes benefícios das glândulas areolares é a lubrificação do mamilo durante a amamentação para evitar lesões e incômodos. Isso se deve ao tipo de secreção sebácea e antibacteriana que é produzida neles.

Consequentemente, as mulheres que amamentam são aconselhadas a lavar ou enxaguar os mamilos com água e sabão no banho diário. É importante evitar soluções desinfetantes ou produtos que tendam a ressecar ou machucar a área.

Infecção do tubérculo de Montgomery

Como acontece com todas as glândulas, os tubérculos de Montgomery podem ficar obstruídos, inflamados e infectados.

Segundo uma publicação da Associação Espanhola de Pediatria, sempre que se notar inflamação, vermelhidão, dor ou qualquer alteração anormal na área dos mamilos, é aconselhável procurar o médico.

Se houver evidência de sangramento, secreção de pus, coceira ou algum tipo de erupção ao redor dos mamilos, também deve ser feita uma consulta com o especialista em mama.

Existem algumas alterações mais raras, que podem ser sinais ou sintomas de câncer de mama. Estes são os seguintes:

  • Nódulos duros no peito.
  • Ondulações na superfície.
  • Mudanças no tamanho ou formato do mamilo ou da mama.
  • Gânglios linfáticos axilares aumentados.
  • Secreção do mamilo.

Cuidados para a aréola e as glândulas

Durante o período de amamentação, a aréola pode sofrer traumas que levam ao desenvolvimento de fissuras. Isso pode afetar a saúde da gestante e interferir na amamentação.

Uma forma de evitar essa situação é seguir algumas dicas para garantir a higiene adequada da área:

  • Sempre evite apertar os tubérculos de Montgomery quando estiverem aumentados e parecendo uma espinha com conteúdo líquido. Ao romper a pele, pode causar desconforto doloroso e abrir uma porta de entrada para vários germes.
  • Gerar hábitos de higiene durante a amamentação que não envolvam sabonetes ou desinfetantes que ressecam a pele.
  • Não use produtos adstringentes, pois podem alterar a função principal do tubérculo que é gerar secreções protetoras.
  • Use o seu próprio leite materno para untar a região e estimular sua hidratação.

Os tubérculos de Montgomery e sua importância

As glândulas areolares não são um sinal de doença e não devem ser consideradas manifestações incomuns da superfície cutânea.

Elas desempenham um papel fundamental durante a amamentação, aumentando de tamanho e diminuindo gradativamente ao final do período de amamentação.

Pode interessar a você...
Uma mãe mostra seu corpo depois de dar à luz em defesa da beleza do corpo feminino
Sou MamãeLeia em Sou Mamãe
Uma mãe mostra seu corpo depois de dar à luz em defesa da beleza do corpo feminino

“Seios caídos e cheios de leite, cara inchada e barriga cheia de estrias”, podemos ler em sua página no Facebook, um verdadeiro elogio ao corpo fem...



  • Ackerman AB, Penneys NS. Montgomery’s tubercles. Sebaceous glands. Obstet Gynecol. 1971 Dec;38(6):924-7. PMID: 5125445.
  • NAESLUND J. The function of Montgomery’s tubercles. Acta Obstet Gynecol Scand. 1957;36(4):460-7. doi: 10.3109/00016345709157417. PMID: 13487292.