Durante a gravidez seu corpo e de seu bebê se fundem

· 20 de abril de 2017

Desde o momento em que seu corpo e o de seu companheiro se unem para conceber, seu ventre se converte em mais do que um berço, se transforma em um universo que fornece ao bebê tudo o que precisa durante a gravidez: água, nutrientes, calor, energia, amor… tudo.  E embora sempre pensamos que o corpo da mãe é que dá tudo ao bebê para que se desenvolva por completo, essa relação não é unilateral; ao contrário, é mais recíproca e estreita do que se imaginava.

Essa conexão incrível, mais além do romantismo e misticismo que supõe tal comunhão celular entre o corpo de uma mãe e seu pequeno bebê durante a gravidez, é uma certeza apoiada pelos cientistas, que descobriram recentemente que as células do bebê que está se formando percorrem o corpo de sua mãe e além disso ajudam a reparar os tecidos e órgãos dela, especialmente o coração.

Esta descoberta científica confirma uma verdade que só conhecem os corações das mães em sua experiência íntima: Um filho não somente repara o coração de sua mãe, mas também o prepara para amar de verdade, para viver as alegrias, as noites em claro, as preocupações e as realizações ao máximo.

Mas muito além desta metáfora romântica há outro tipo de evidência que a ciência encontra: as células dos bebês têm a capacidade de reparar o coração de uma mãe que sofre de alguma doença cardíaca.

A ciência revela algo do que ocorre em seu corpo durante a gravidez

Os investigadores de Mount Sinai School of Medicine, localizada em Nova Iorque, Estados Unidos, realizaram uma experiência para comprovar a teoria de que as células do embrião são capazes de reparar os órgãos da mãe. E os resultados são surpreendentes, inclusive para quem não acredita em milagres.

Durante a gravidez seu corpo e de seu bebê se fundem

Os cientistas descobriram que as células do bebê vêm em auxílio da mãe, se ela tiver uma doença. Antes de empreender seu último experimento, no qual se usaram dois grupos de ratos, os médicos já haviam notado que dentro do universo de mulheres que sofriam de algum mal cardíaco, as que estavam grávidas e que recém tinham dado à luz, apresentaram melhor resposta ao tratamento, pois sua recuperação foi muito mais acelerada e notória.

Tudo isso acontece graças à ajuda que dão as células de seu bebê, pois o estudo sugere que é tão profunda a fusão e tão rico o intercâmbio de informação e nutrientes entre o corpo de um bebê com o de sua mãe, que as células da criança que apenas se está gestando, podem se dirigir a qualquer órgão de sua mãe e repará-lo.

Os cientistas garantem que encontram em mulheres que recém deram à luz, células do embrião em diferentes partes de seu corpo. Isto quer dizer que, as células de seu bebê são tão inteligentes, que são capazes de detectar qualquer órgão afetado e ir exclusivamente para ele.

As células de seu bebê viajam por todo seu corpo e ficam lá durante a gravidez

Os cientistas estão aprofundando os detalhes desta descoberta e dando mais nuances ao maravilhoso milagre da vida, um que nunca deixa de nos surpreender.

durante a gravidez acontece uma fusão entre mãe e bebê

Por exemplo, também descobriram que quando uma mulher está grávida de gêmeos, eles também podem trocar células. E, inclusive, garantem que aquelas células que ficaram no corpo da mãe depois de uma antiga gravidez, podem logo ser transferidas para a criatura, já que permanecem por décadas no corpo.

E é muito provável que muitas mães não precisem saber sobre os resultados científicos deste estudo para saber que seu corpo e o do seu bebê, que cresce em seu ventre, estão profundamente unidos e durante nove meses dividem tudo, até o mesmo corpo.

Só a troca que há entre mãe e filho através da placenta é extremamente rica, devido a que esta é a principal encarregada de transmitir dados genéticos e proteínas para a criatura. Imagine então tudo o que ocorre durante nove meses de gestação quando o bebê conhece os cheiros, os sabores e até as emoções através de sua mãe.

Toda esta rica troca, é produzida durante a gravidez quando o corpo da mulher se funde ao da criatura que está se formando de uma maneira surpreendente e misteriosa.